Aeróbico em jejum emagrece mesmo?



Olá, mulherada! Eu estou numa fase de querer perder gordura e nessas horas, paciência é o que a gente menos tem, apesar de que deveríamos, né? Por que pra emagrecer com saúde tem que ser na manha, devagar, com alimentação bem equilibrada e sem exagerar nos treinos, pra não acabar se lesionando ou perdendo massa muscular. Sim, estou repetindo isso pra mim mesmo, porque a vontade de se grudar num plano mirabolante de dieta do ovo, da sopa, da lua, é enorme! Mas vou seguindo com meu plano nutricional, dietinha balanceada, bem equilibrada. Apenas resolvi incluir um aeróbico em jejum, pra dar uma ajudinha na queima de gordura.

E o que é o aeróbico em jejum (ou AEJ para os mais íntimos)? É só sair fazendo cardio sem ter se alimentado, tipo sair correndo enlouquecidamente de estômago vazio? NÃO! CALMA o coração! Se sair fazendo loucurada, vai acabar se prejudicando ao invés de emagrecer com saúde e inclusive pode catabolizar (perder massa magra). O que os estudos demonstram, é o benefício do exercício leve a moderado em jejum. Uma caminhada, dançar, uma pedalada, desde que não ultrapasse os 60% da sua frequência cardíaca máxima. Ou seja, acelera teu ritmo cardíaco, mas tu consegue falar, não fica ofegante, entende? 

O tipo de exercício varia de pessoa para pessoa. E o tempo também. Porque tem gente que se adapta mais rápido ao aeróbico em jejum e outras pessoas podem experimentar mal estar, sintomas de hipoglicemia, enfim, tem que conhecer o próprio corpo. E não deve ser feito indiscriminadamente, sempre e sim inserido na tua rotina de treino quando tu atinge um platô, por exemplo e fica com o peso estacionado, sabe? Precisa estar com a dieta equilibrada e ter se alimentado o suficiente no dia anterior. Pode começar com 15 minutinhos e ir aumentando progressivamente, conforme vá se sentindo bem.

A ideia é que, em jejum, com baixa glicose no sangue, pouco glicogênio estocado, você começaria logo a utilizar a gordura como fonte de energia para o exercício. As vantagens vão além, inclui uma redução na taxa de insulina (o que é bom, pois insulina alta ajuda a te engordar) e aumento na secreção de GH (o que é ótimo pois isso faz teus músculos crescerem). E nessa adaptação estaria envolvido o aumento de uma enzima na sua mitocôndria, de forma que a prática regular te faria metabolizar gordura de forma mais eficiente sempre, não apenas durante o AEJ. Claro que a pessoa não pode ser diabética, por exemplo, ou seja, vale dar uma perguntadinha pro médico se tu tem algum problema de saúde que te impeça de tentar o AEJ.

Do ponto de vista acadêmico, o assunto gera polêmica e encontramos estudos demonstrando eficácia e muitos não. Na realidade, faltam estudos para um parecer definitivo.

Eu vou colocar os treinos pela manhã e nos dias em que não fizer musculação, inicialmente. Depois pretendo manter na rotina por um mês. Bora ver o que acontece!




Comentários

Postagens mais visitadas